Rádio MDB Brasil Nacionais

terça-feira, 27 de novembro de 2018

CBF terá dificuldades para montar grupos da Série C 2019

Operário-PR, campeão do Brasileiro da Série C de 2018.                   
(Foto: André Salamucha) 
Rio - A Série C de 2019 terá mais da metade dos 20 clubes das regiões Nordeste e Norte do país, o que vai exigir mudanças na maneira como a CBF organiza a competição. É certo que alguns times do Norte e do Nordeste vão ser deslocados para o grupo do Sul/Sudeste. A fórmula de disputa para 2019 será mantida: dois grupos com 10 times, que se enfrentam em turno e returno dentro da chave; os quatro melhores de cada lado avançam para as quartas de final; os dois piores caem para a Série D.

O problema agora é como formar cada uma dessas chaves. Em 2018, havia 10 times do Norte/Nordeste e outros 10 times de Sul/Sudeste/Centro-Oeste. A proporção vai mudar em 2019 – agora serão 13 contra sete. A mudança se dá porque, dos quatro times que subiram da Série C para a Série B, nenhum é das regiões Norte/Nordeste (Operário-PR, Cuiabá, Bragantino e Botafogo-SP). Já dos que garantiram vaga da Série D para a C de 2019, três são do Nordeste (Treze-PB, Imperatriz-MA e Ferroviário-CE). E dos que caíram da Segundona, Sampaio Corrêa-MA e Paysandu-PA são do Norte/Nordeste.

E agora?
A CBF vai dedicar os meses de dezembro e janeiro para estudar a melhor maneira de dividir os 20 clubes. Serão levados em conta critérios técnicos, financeiros e logísticos. A tabela deve ser divulgada só início de fevereiro. A competição começa na última semana de abril. – “Tem clube que fica mais longe no mapa, mas pelas características da malha aérea brasileira tem mais facilidade de se deslocar do que um clube que fica mais perto. Essas questões serão observadas” – diz Manoel Flores, diretor de competições da CBF.

Alguns deslocamentos entre capitais do Nordeste eventualmente não são possíveis sem escalas em Brasília, por exemplo. A CBF também quer evitar que times precisem fazer viagens muito longas dentro de um curto período de tempo. Por isso o quebra-cabeça vai levar cerca de dois meses para ser montado.

Fonte: Globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário