Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

domingo, 18 de janeiro de 2015

Presidente da Câmara fala sobre vários assuntos em entrevista...

José Carlos em entrevista com Raimundo Primeiro.
Imperatriz - O vereador José Carlos Soares (PTB), conhecido como Zé Carlos, é o novo presidente da Câmara Municipal de Imperatriz. Eleito com 17 dos votos dos 21 vereadores, ele foi empossado em 1º de janeiro (quinta-feira) e ficará à frente do Palácio Dorgival Pinheiro de Sousa durante o biênio 2015-2016 – ou seja, os próximos dois anos.
Presidente da Câmara de Imperatriz, vereador José Carlos Soares..
Zé Carlos está no exercício do quinto mandato. Tendo disputado sete eleições, o vereador perdeu duas, mas contabiliza um feito histórico dentro do parlamento municipal: conseguiu reeleger-se duas vezes. “Graças a um trabalho de fôlego, reconquistei o cargo de vereador depois de havê-lo perdido por duas vezes”, comenta o dinâmico edil.

Filho do açougueiro Natal Moraes Barros e da professora Francisca Soares, Zé Carlos nasceu em Presidente Dutra, tendo chegado a Imperatriz aos dois anos de idade. Considera-se, portanto, filho de Imperatriz. Herdou a profissão do pai. 

Açougueiro, Zé Carlos é casado com Maria do Socorro Santos Barros e é pai de seis filhos – João Paulo, Paulo Henrique, Mariana, Letícia, Pedro e Ana Clara. Há vários anos atuando como açougueiro, é comerciante do setor, em que conta com auxílio familiar na administração dos negócios, o que lhe permite maior tempo para ficar à disposição da comunidade, ouvindo e viabilizando as ações que lhes são reivindicadas diariamente, tanto na Câmara quanto nas ruas de Imperatriz.

Zé Carlos despertou cedo o interesse pela vida pública. Já aos 14 anos, participava de programas sociais. Disputava e vencia cargos de dirigente de entidades civis, como grêmios estudantis e grupos de jovens. Exerceu, entre outros, os cargos de presidente da Associação dos Farmacistas (época que possuía uma farmácia) e dos Marchantes de Imperatriz. “Já dirigi umas cinquenta instituições”, lembra. Para vereador, Zé Carlos foi eleito com 1.425 votos pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Ao falar sobre sua ascensão à presidência da Câmara Municipal, o vereador Zé Carlos afirmou ter sido resultado de um trabalho sério, uniforme, que buscou a sintonia entre seus pares.

Na entrevista a seguir, concedida ao repórter, Raimundo Primeiro, ele fala. também, sobre as gestões do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB) e do recém-empossado governador do Estado, Flávio Dino (PCdoB).

RP - Qual o balanço que o Sr. faz dos 24 meses do atual mandato de vereador?

JCS - Olha, muito positivo, pois tenho conseguido trabalhar em sintonia com o Poder Executivo, que tem demonstrado a essa Casa um interesse muito forte em solucionar os problemas apresentados pela população. A Câmara, de modo geral, tem se dedicado a contribuir com o governo municipal. Tivemos, graças a Deus, mais acertos do que erros. O município sofreu um rigoroso inverno, mas, com o apoio do Legislativo, o prefeito Sebastião Madeira tem conseguido trabalhar. A Câmara tem contribuído em relação a esse assunto, ajudando, também, a colocar em prática uma legislação que condiz com a realidade de Imperatriz. Às vezes, as pessoas confundem o verdadeiro papel do vereador. O papel do vereador é cuidar da legislação, alterá-la e ficar de prontidão para requerer e colaborar com as mudanças que se fizerem necessárias.

RP - Como o Sr. avalia a eleição à presidência da Câmara Municipal de Imperatriz?

JCS - A nossa eleição repercutiu em todo o Estado do Maranhão. E isso aconteceu porque foi uma das poucas eleições de Legislativo em que não houve influência de terceiros. Foram os próprios vereadores que viram em mim uma identificação com a Casa. Quando vivemos num parlamento formado por 21 vereadores, procuramos assimilar as coisas, trabalhando em harmonia, empenhados em uma atuação efetivamente produtiva. E foi justamente isso o que aconteceu, de forma que meu nome foi indicado e aprovado, eleito e empossado na presidência da Câmara de Vereadores do segundo maior município do Maranhão. Não aumenta nem diminui o prestígio com que contava junto a meus pares, com os quais desenvolvo um trabalho comprometido com a obtenção de melhorias para a nossa comunidade, em todos os segmentos. Com o apoio dos demais vereadores, na presidência vou tentar melhorar os trabalhos prestados pela Câmara Municipal.

RP - A propósito, quais os grandes desafios a serem enfrentados na condição de presidente da Câmara Municipal de Imperatriz?

JCS - É construir, embora eu seja um legislador, mas o nosso desejo é no sentido de construir. Nós queremos, durante os próximos dois anos, construir, aqui na Casa, mais dois gabinetes e uma Biblioteca Legislativa, a exemplo do que tenho visto nas grandes câmaras municipais do Brasil, que têm creches, refeitórios, ou seja, possuem algo que possa atrair o povo. O nosso desejo é fazer uma Biblioteca do Legislativo.  Isso fará com que a sociedade possa acompanhar as ações da Câmara Municipal. Queremos marcar a nossa administração com essa biblioteca, que é uma forma de atrair o interesse da população, acompanhando os trabalhos legislativos.

RP - Vereador, em sua opinião, quais os setores que mais precisam de atenção em Imperatriz, no diz respeito ao trabalho desenvolvido pelo governo municipal?

JCS - Melhorar. Melhorar em tudo, apesar de a gestão pública municipal ter sido atuante. Ao andar nos bairros, percebemos que eles estão precisando de urgentes trabalhos no campo da infraestrutura. Os bairros, após o período invernoso, ficam com aspecto de abandono. O inverno dá a conotação de que a cidade esteja abandonada, mas não está. Mas a gente espera que o prefeito, com o novo gestor do Estado [governador Flávio Dino], consiga viabilizar uma verba, um convênio, que busque tirar Imperatriz urgentemente dessa situação de abandono. Mas as coisas estão acontecendo. Estamos confiantes e, portanto, continuaremos, todos nós vereadores, com a ressonância do Poder Executivo, conseguindo colocar em prática os projetos que efetivamente a comunidade espera... E, em todos os bairros. É preciso que a ação aconteça em toda a cidade.

RP - O que esperar da gestão Flávio Dino?

JCS - Trabalho, muito trabalho, ouvindo os diversos setores da comunidade imperatrizense. O governador tem apresentado propostas que há anos são esperadas pelos maranhenses.

RP - Quais expectativas das indicações de pessoas de Imperatriz para ocupar cargos da administração estadual?

JCS - As nomeações foram importantes, mas que elas não fiquem apenas nisso, que as ações, os trabalhos, realmente aconteçam.

* Entrevista feita pelo repórter, Raimundo Primeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário