Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Bastidores da politica desta quinta....

Imperatriz - Confira alguns tópicos da "Coluna Bastidores", escrita pelo jornalista, Coló Filho, no jornal "O Progresso", edição desta quinta-feira, 22 de janeiro de 2015.
Jornalista, Coló Filho, de o Progresso.

Bastidores
22 de Janeiro 

Nome
A eleição da nova diretoria da Associação dos Municípios da Região Tocantina (AMRT) começa a ganhar maior importância. Com apenas o prefeito Cicero Neco Morais (Cicin), de Estreito, se movimentando em torno do pleito, agora o cenário começa a mudar. Surge a informação de que o ex-deputado e ex-prefeito de João Lisboa, Sálvio Dino, tem interesse que o novo presidente da entidade seja o prefeito de Porto Franco, Aderson Marinho Filho. Sálvio é pai do governador Flávio Dino, portanto um fortíssimo “cabo-eleitoral” para a viabilização do nome de Adersinho. Sálvio foi fundador e presidente da AMRT, assim como idealizador do Copão Maranhão do Sul, bancado pela entidade. Desportista, Sálvio quer o fortalecimento dessa competição e, segundo uma fonte, ele vê no prefeito de Porto Franco o nome ideal para que isso aconteça.

Mudança
O professor Carlos Leen, assessor do vereador Adonilson Lima (PCdoB), informou ontem que o Teatro Ferreira Gullar poderá mudar de nome. Adonilson apresentará um projeto de lei para que o local passe a se chamar Teatro Municipal Neném Bragança, em homenagem ao cantor e compositor que morreu na semana passada. Segundo ele, a decisão foi tomada depois de amplo debate com a militância do meio cultural.

Merecedor
Neném Bragança merece todas as homenagens possíveis. O intérprete de Ave de Arribação era o nosso embaixador da música, um ícone. No seu velório, Carlos Lima, que comandava o Balneário Estância do Recreio, lembrou que o sucesso do FABER, melhor festival de música que já teve no estado, acontecia graças a Neném Bragança, principal responsável pelos contatos para a vinda de cantores famosos da MPB. É inquestionável a contribuição que Neném deu à cultura imperatrizense.

Mas...
Tirar o nome de outra grande personalidade maranhense, que é o poeta Ferreira Gullar, é a única saída para homenagear Neném? Gullar está com 84 anos e em dezembro tomou posse na ABL. Alega-se que Gullar nunca pisou no teatro e, além disso, ainda está vivo, portanto seu nome não poderia ser colocado, porque é proibido por lei estadual. Isso junta-se à vontade daqueles que são os responsáveis pela movimentação da nossa cultura. Então, que assim seja. Agora é esperar a retomada dos trabalhos da Câmara para que o projeto seja levado a discussão e aprovação. Uma justa homenagem.

Polo
Ontem o governador Flávio Dino foi a Alcântara para visitar o Centro de Lançamento. Segundo ele, Alcântara será, no seu governo, um polo turístico, cultural e tecnológico. “Vocações da cidade serão cuidadas e mais estimuladas”, afirmou.

Será?
Dizem que o PSDB e o PCdoB não querem um representante do PT no comando da Diretoria Regional de Educação. No partido, há dois nomes como opções: os professores André e Marlon. E no PCdoB também há dois nomes: Rosyjane e Etevaldo.

Sem cores
Hoje aqui em Imperatriz, pela manhã, não desceu nenhuma aeronave, devido ao mau tempo! Nem AZUL, nem a LARANJA e nem a VERMELHA!”. Comentário da leitora Maria da Guia Araújo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário