Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

quarta-feira, 18 de março de 2015

Bastidores da política desta quarta...

Imperatriz - Confira alguns tópicos da "Coluna Bastidores", escrita pelo jornalista, Coló Filho, no jornal "O Progresso", edição desta quarta-feira, 18 de março de 2015.
Jornalista, Coló Filho, de O Progresso.

Bastidores
18 de Março de 2015    

Derrota
Está cada vez mais difícil a situação para o ex-candidato a deputado federal Deoclides Macedo (PDT). Depois de perder no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na noite de segunda-feira sofreu nova derrota, desta vez no Supremo Tribunal Federal (STF). A ministra Cármen Lúcia negou seguimento a uma ação cautelar proposta por Deoclides. Com o registro de candidatura indeferido, os 56.171 votos dados a ele não foram validados. Entretanto, uma decisão do ministro Dias Toffoli determinou que fossem contabilizados. Com isso, foi eleito Julião Amin, ficando como primeiro suplente Deoclides e perdendo a vaga o deputado do PMDB Alberto Filho. Deoclides assumiu o mandato porque Julião foi para a Secretaria do Trabalho. Mas uma decisão do Plenário do TSE provocou uma reviravolta, cabendo ao TRE fazer o reprocessamento do resultado das eleições para deputado federal. Assim, Alberto Filho reconquistou o mandato. Coube a Deoclides recorrer ao STF e anteontem a ministra Cármem Lúcia negou o pedido.

Tá danado...
Até parece que tem uma cabeça de burro enterrada no Mercado do Peixe. Depois de muito tempo, foram conseguidos recursos federais para a construção do novo mercado, na Beira-Rio. Embora o dinheiro esteja na conta da prefeitura, a obra se encontra parada. Deoclides Macedo, ao assumir o mandato de deputado federal, prometeu ao presidente da Z-29, Salomão Santana, que iria lutar pela retomada da obra. Não demorou, ele sofreu derrota no STF, o que lhe custará a perda do mandato.

Imposto
Como estava previsto, o governo do Maranhão ingressou no Supremo Tribunal Federal com uma Ação de Inconstitucionalidade por Omissão do Imposto sobre Grandes Fortunas. “De todos os impostos previstos na Constituição, somente um não é cobrado: o imposto sobre grandes fortunas”, observou o governador Flávio Dino. É a luta pela regulação do imposto.

Disputado
Depois de ser “paquerado” pelo PSB e PSDB, agora o ex-secretário da Infraestrutura, Luís Fernando Silva, recebe o convite para ingressar no PROS. O partido passou a ser comandado no estado pelo ex-deputado federal Gastão Vieira, que a exemplo de Luís Fernando deixou o PMDB. “Tivemos uma conversa bastante produtiva sobre política. Analisamos o atual cenário político, discutimos 2016 e, lógico, falamos de alguns projetos que temos em mente”, afirmou Gastão, que prepara o PROS para disputar a prefeitura de São Luís.

Biometria
O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão promoveu ontem, 17, reunião no Fórum Eleitoral de Imperatriz para discutir o recadastramento biométrico dos eleitores do município com os juízes eleitorais Delvan Tavares Oliveira (92ª ZE), Joaquim da Silva Filho (65ª ZE) e Gladiston Luis Nascimento Cutrim (33ª ZE). Atualmente, Imperatriz tem 165.385 eleitores aptos a votar. Com a revisão do eleitorado por meio da biometria, este quantitativo tende a ser modificado, como ocorreu em São Luís.

Olha aí!
O prefeito de Governador Edison Lobão, Evando Viana, veio se apegar ao vereador de Imperatriz, Adonilson Lima, para conseguir uma audiência com o governador Flávio Dino. Por aí você tira como o prefeito é desarticulado. Precisa pedir ajuda de vereador para conversar com o governador. Adonilson, que é aliado de Flávio Dino, deve conseguir.

STJ
O deputado Max Barros (PMDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nessa terça-feira para destacar que o maranhense Reynaldo Soares da Fonseca (TRF-1) foi indicado para compor a lista dos desembargadores do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que disputarão a vaga do ministro Arnaldo Lima, aposentado em julho de 2014. Depois de definida pelo STJ, a lista será encaminhada à presidente Dilma Rousseff, que escolherá um dos três nomes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário