Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

Rádio MDB Brasil Nacionais

Rádio MDB Internacionais Dançantes

Rádio MDB 2 Internacionais Românticas

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Vereadores apoiam luta pela terra em Imperatriz

Adonilson Lima, autor da proposta da Audiência Pública.
Imperatriz – Bastante concorrida a audiência pública de ontem, quinta-feira, (3), proposta pelo vereador, professor Adonilson Lima (PCdoB), que debateu sobre regularização fundiária, latifúndios urbanos e a luta pela terra em Imperatriz.

Na tribuna, a vereadora Edneusa Caetana Frazão (PSDB), que reside na grande Cafeteira, lembrou que é oriunda de ocupação quando chegou para residir em Imperatriz. A área, completou ela, pertencia ao governo do Estado. “Nós corremos por diversas vezes da polícia, mas resistimos ao ocuparmos essa área que não era utilizada pelo poder público”, lembra.

Ela assinalou que os moradores que ocupavam a galeria não eram invasores de propriedades urbanas, mas ocupantes de uma área para construir um teto para abrigar à família. “Não sei quais foram as providências adotadas pelo município sobre a área do Bom Jesus, mas não posso ficar contra vocês pelo fato de ter vivido a mesma luta na Vila Cafeteira”, diz.

Caetana Frazão lembrou, ainda, o caso da comunidade que ocupou uma área no Parque Amazonas, sendo notificada pela justiça para desocupar a propriedade, que antes servia apenas para desovar produtos de roubos naquele bairro. “Esses moradores saíram de lá, porém o dono recebeu a determinação para murar o terreno em até 20 dias, mas passaram-se três meses e a área continua abandonada e servindo de esconderijo de bandidos”, reclama.

O vereador Aurélio Gomes (PT) reconheceu que o povo necessita, indiscutivelmente, do apoio dos parlamentares e do Poder Executivo Municipal. “Essa audiência parece uma festa, ao contrário de outras realizadas nesta Casa de Leis”, completa.

Ele comentou, ainda, que o governador Flávio Dino baixou uma lei que protege os trabalhadores sem terra dos cangaceiros que ameaçam a integridade física desses cidadãos. “Essas pessoas que estão nos bairros Bom Jesus, Vila Esmeralda, Vila Davi, e Vila Palmares II – são pessoas educadoras, pois se fossem em São Paulo – essas casas populares construídas no Bom Jesus estariam todas invadidas”, cita.

O vereador Fidelis Uchoa (PRB) reconheceu o trabalho realizado pelo advogado Daniel Souza à frente da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária (SERF) em Imperatriz. “Essa audiência representa o sentimento do povo desta cidade, onde gostaria de parabenizá-lo pelo grande trabalho social na área de regularização fundiária”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário