quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Bomba! Moto pode perder vaga da Copa do Brasil

Imperatriz - O Moto Club de São Luís está correndo sério risco de perder a vaga da Copa do Brasil de 2021. O motivo é que a equipe rubro negra teria dado entrada no contrato do jogador Gleydisson da Silva Santos com assinatura falsa.

A denúncia, denominada de Notícia de Infração, foi protocolada pela Sociedade Imperatriz de Desportos (SID), junto a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA), na terça-feira (29). Nela, o Cavalo de Aço alega que a assinatura no contrato não é de Gleydisson e sim de terceiro, além de apresentar possíveis provas de documentos pessoais do atleta, como RG, contrato com o clube, onde consta a assinatura do mesmo, além das súmulas online das seis (6) partidas que Gleydisson atuou ou esteve relacionado.

O advogado do Imperatriz, Dr. Gabriel Ahid Costa, se baseia no Regulamento Geral das Competições, Artigo 33; no Regulamento do Campeonato Maranhense 2020, Artigo 5º e no Regulamento Nacional de Registro e Transferência de Atletas de Futebol, Artigo 6º, Parágrafo 2, que diz: "o contrato especial de trabalho esportivo deve ser assinado, obrigatoriamente, de próprio punho pelo atleta, ou por assinatura digital, eletrônica ou biométrica".

Gleydisson teria atuado ou estava relacionado em seis jogos: nas vitórias sobre o Sampaio no dia 07/03 e Imperatriz dia 11/03; nos empates contra São José dias 5 e 14 e com o Sampaio no dia 23/09, além da derrota para o Sampaio no segundo jogo da decisão, dia 26/09. 

De acordo com o Imperatriz, caso seja comprovada a irregularidade, o Moto pode perder 18 pontos pelos seis jogos e mais os 9 conquistados nesses mesmos jogos, totalizando 27 pontos. Com isso, o Imperatriz assumiria a 3ª colocação na pontuação geral e garantiria vaga na Copa do Brasil de 2021. O rubro negro, inclusive, correria risco de rebaixamento. O Blog teve informação que o Maranhão Atlético Clube (MAC) é um dos interessados na ação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário