Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

Rádio MDB Brasil Nacionais

Rádio MDB Internacionais Dançantes

Rádio MDB 2 Internacionais Românticas

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Imperatrizense será olheiro da scuderia Ferrari...

Giovanni Guerra e Pablo de Villota, do Santander.
Imperatriz - O dentista, ex-piloto e atual presidente da Federação Maranhense de Kart, Giovanni Ramos Guerra, foi escolhido para ser uma espécie de descobridor de talentos para o automobilismo internacional.

O Brasil, cujo automobilismo vive, em certa medida, de um passado distante e glorioso de títulos na Fórmula 1 conquistados no século passado, está sendo observado. Tanto que partiu do espanhol Pablo de Villota (na foto com Giovanni) o convite para que a CBA indicasse um kartista brasileiro a integrar o Santander Driving Experience (SDE), programa patrocinado pelo banco com o objetivo de selecionar novos talentos para integrar a Ferrari Driver Academy. Mas não foi por acaso que o executivo do banco incluiu o Brasil em sua reduzida lista, mas resultado de uma convergência que levou Murilo Della Coletta, 15 anos, para Maranello em outubro para uma imersão de três dias.

O Brasil entrou no programa por dois motivos. Além do fato de o país ser um dos principais mercados do banco, os responsáveis pela formação do grupo identificaram o potencial do trabalho internacional desenvolvido pelo dirigente Giovanni Guerra, que se transformou numa espécie de “embaixador” do kartismo brasileiro na Europa.

Dentista em Imperatriz (MA), Giovanni Guerra é um entusiasta do kartismo e já realizava corridas da modalidade em seu estado antes mesmo de apresentar ações suficientes para que o então presidente da CBA, Paulo Scaglione, homologasse a criação da Federação de Automobilismo do Estado do Maranhão (FAEM). 

As atividades internacionais de Giovanni Guerra começaram mais propriamente em 2013, quando identificou oportunidade para o kartismo no CIK Karting Academy Trophy, um programa da FIA destinado a descobrir novos talentos na modalidade, por meio de uma categoria standart. Como membro da entidade internacional, o Brasil tinha direito a uma vaga e Guerra recebeu o oval de Pinteiro para ocupá-la. Foi a partir disso que Giovanni passou a frequentar a temporada européia de kart. 

Viajando sempre com recursos próprios e representando a CBA, conduziu tratativas para que a FIA homologasse uma rodada Sul-americana do Academy, com sede no Brasil, ainda sem data prevista.


Texto: Américo Teixeira Júnior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário