Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Bastidores da política desta sexta...

Imperatriz - Confira alguns tópicos da "Coluna Bastidores", escrita pelo jornalista, Coló Filho, no jornal "O Progresso", edição desta sexta-feira, 06 de fevereiro de 2015.
Jornalista, Coló Filho, de O Progresso.

Bastidores
6 de Fevereiro de 2015   

E agora?
Grande polêmica em torno da ação do Ministério Público do Maranhão (MPMA), que conseguiu na Justiça, no último dia 2, uma liminar que isenta os alunos do Colégio Militar Tiradentes II do pagamento de qualquer taxa. A 3ª Promotoria de Justiça Especializada de Imperatriz propôs a Ação Civil Pública (ACP) depois de denúncias de pais de alunos sobre a cobrança de taxas pela escola pública. Com isso, os oficiais da PM que dirigem o colégio colocaram os cargos à disposição. As taxas são para custear despesas de manutenção, e sem elas tornaria inviável o funcionamento da escola. Reuniões estão sendo feitas e muitos pais se dispõem a continuar pagando a taxa. É aguardar o desenrolar do imbróglio.

E...
Ao falar sobre o caso em torno do Colégio Militar Tiradentes, uma pessoa saiu com a pergunta: - Já que é proibido órgão público cobrar taxa, por que as pessoas são obrigadas a pagar para adquirir a carteira de identidade no Viva Cidadão? Resposta para os quem de direito...

Prestigiado?
O suplente de vereador Paulinho Lobão (PSDB) teve uma reunião, ontem, com o prefeito Sebastião Madeira. Saiu muito satisfeito, mas não quis revelar o assunto que tratou com o líder. Paulinho obteve uma expressiva votação, passando dos 1.400 votos.

Fogo amigo
Na sessão de ontem, o vereador João Francisco Silva fez críticas ao governo Flávio Dino. Silva é o líder do Governo Madeira, aliado de Flávio. A postura do vereador não deixa de gerar especulações, com alguns aproveitando para fofocar, dizendo que Madeira está por trás. Nada a ver. É iniciativa própria do vereador que, como já se sabe, é inquieto e não aceita ser dominado.

Redução
O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) reapresentou proposta de emenda à Constituição que reduz de três para dois o número de senadores que representam cada estado e o Distrito Federal no Senado. Ele justifica que a redução de um terço da composição da Casa, além de diminuir as despesas do Congresso, resultará em maior agilidade do trabalho legislativo. A proposta prevê regra transitória para garantir que nenhum senador em exercício tenha seu mandato reduzido.

Providências
A Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, junto com a Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária, iniciou um levantamento dos problemas em cada unidade do Viva Cidadão. A diretora do órgão, inclusive, já esteve em Imperatriz, onde é crítica a situação, com as pessoas tendo que passar a madrugada na fila para garantir atendimento. Como medida emergencial, ontem chegaram duas unidades móveis, que hoje já começaram a atender – uma na Praça de Fátima e outra na Praça da Bíblia.

Defesa
O líder do Governo, deputado Rogério Cafeteira (PSC), declarou na sessão de ontem que não faz sentido afirmar que o governador Flávio Dino, depois da posse, mudou sua postura em relação ao tratamento com qualquer entidade do movimento sindical. “Ao contrário do que diz a deputada Andrea, o governador Flávio Dino é, foi e sempre vai estar aberto ao diálogo. Pode ter certeza de que os sindicatos, procurando as vias corretas, serão atendidos para serem ouvidos”, enfatizou Rogério Cafeteira, ao responder a questionamentos feitos pela deputada Andrea Murad em relação às demandas encaminhadas ao Judiciário pelo Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Maranhão (Sindjus/MA).

Nenhum comentário:

Postar um comentário