Rádio MDB Brasil Nacionais

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Moto dispensa volante Rafael Santos e o atacante Ricardo Maranhão

Ricardo Maranhão em treino do Moto.
(Foto: Lucas Almeida)
São Luís - Os jogadores Ricardo Maranhão (atacante) e Rafael Santos (volante) foram desligados do Moto Club neste fim de semana pelo fato de não terem se apresentado ao grupo no evento da última sexta-feira (30), que serviu para mostrar ao torcedor, boa parte dos atletas contratados para 2019. Os atletas justificaram a ausência argumentando que só iriam se apresentar para os trabalhos de 2019 depois que pendências financeiras com o clube fossem concluídas.

A atitude irritou o treinador Wallace Lemos, que tratou de comunicar aos jogadores o desligamento deles do time, ainda no sábado (1º). No domingo, a diretoria confirmou que a decisão do treinador estava mantida pela direção. – “Não vamos tolerar indisciplina este ano” – disse o presidente do clube, Natanael Jr., ao confirmar que a saída dos atletas.

Outro jogador que não compareceu ao evento na sexta-feira, mas depois se apresentou para testes físicos, no fim de semana, foi Diego Renan. A diretoria disse que a situação do jogador será avaliada esta semana.

Os outros jogadores do estado que não compareceram, segundo a diretoria, justificaram a tempo. Assim, Márcio Diogo e Solano seguem normalmente no clube. O volante Romério, que esteve em 2018 no time, foi confirmado pelo presidente do clube como contratado, também. Ele deve chegar em São Luís ainda esta semana.

O Moto começa os treinamentos no início desta semana, dando início a preparação para 2019, onde o clube disputa o estadual, onde é o atual campeão, as Copas do Brasil e do Nordeste, além do Campeonato Brasileiro da Série D.

Fonte: GE Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário