Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

sábado, 17 de outubro de 2015

Vereador propões projeto de capacitação de servidores de creches...

Imperatriz - O vereador, professor Adonilson Lima (Foto), (PCdoB), apresentou o Projeto de Lei Ordinária Nº 33/2015 que propõe a capacitação e a orientação dos servidores das creches de Imperatriz  para a prestação de primeiros socorros.

O projeto estabelece que o poder executivo deverá estabelecer as ações necessárias  para a realização dos cursos, palestras  e a distribuição de material informativo para o cumprimento da qualificação de forma contínua dos servidores.

O vereador Adonilson justificou que a ideia é qualificar os profissionais das creches municipais para a eventual ação em situações de emergência dentro dos estabelecimentos. “Em situações onde este procedimento adequado pode fazer a diferença entre a vida e a morte é extremamente necessário que os profissionais tenham conhecimento das noções de primeiros socorros”, defendeu o vereador, acrescentando que não se pode ignorar o fato do aumento do número de acidentes domésticos. “A medida terá impacto positivo imediato na educação da população e no trato da saúde de nossas crianças, que muitas vezes falecem por falta de conhecimento de primeiros socorros”. 

Dados 
Segundo dados do Ministério da Saúde, os acidentes domésticos como afogamentos, quedas, queimaduras e intoxicações ainda são a principal causa de morte de crianças de até 9 anos no Brasil. Na última década, houve queda nos óbitos de crianças nesta faixa etária, mas os números ainda são preocupantes. As informações revelam que as principais causas de mortes foram os riscos acidentais à respiração como, por exemplo, sufocação na cama, asfixia com alimentos e outros, seguidos pelos afogamentos e exposição à fumaça, ao fogo e às chamas. 

Os dados estatísticos foram obtidos pelo VIVA(O Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes) implementados pelo Ministério da Saúde para obter informações sobre o comportamento de acidentes e subsidiar ações de enfrentamento das causas do problema. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário