Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

domingo, 2 de abril de 2017

Cordino vira para cima do Imperatriz e conquista o 1º turno do Maranhense

Cordino, campeão do 1º turno do Maranhense. (Foto: Pinheiro)
Imperatriz - Imperatriz e Cordino decidiram na noite de ontem, sábado (1ª), no estádio municipal Frei Epifânio, em Imperatriz, o título do 1º turno do Campeonato Maranhense, no estádio municipal Frei Epifânio.

Jogando com a vantagem de um novo empate, (0 x 0 na primeira partida), o Imperatriz deu muito espaço ao Cordino no 1º tempo, apostando nos contra ataques. O goleiro da Onça, Eduardo Alves fez defesas importantes, salvando o Cordino de sofrer o primeiro gol, ainda no 1º tempo. Com a chuva que caiu no início do jogo, o gramado ficou bastante escorregadio, dificultando as ações das duas equipes. Com pouca emoção, o primeiro tempo terminou em 0 x 0.

Na segunda etapa, os técnicos mexeram nas suas equipes. O técnico do Cordino, Marlon Cutrim, após sofrer o gol do Cavalo de Aço, tirou seus volantes Junior Negão e Alison e colocou o meia Jocivan e o atacante Rone, respectivamente, para buscar o gol de empate. No Imperatriz, após o gol de Adauto, aos 20 minutos, o treinador do Imperatriz, Sinomar Naves, que já tinha colocado Carlos Dutra no lugar de Róbson Simplício, no intervalo, fez mais duas mudanças. Saíram Adauto e Léo Paraíba para as entradas de Mateus (volante) e Júnior Lacraia, respectivamente. 
Lance do 1º gol do Cordino irregular.

Precisando da virada, o time do Cordino foi com tudo e o Imperatriz recuou, apostando nos contra ataques, que não saíram. Com isso, o Cordino pressionou, e aos 35 minutos, após escanteio pela direita, a defesa não tirou, a bola foi cabeceada,  o zagueiro Emerson (4), impedido, também de cabeça encontrou Ulisses, do lado esquerdo, se marcação, que, de cabeça, empatou o jogo (1 x 1). Com o fim do jogo e aproximando, o Cordino pressionou mais, ainda. O Cavalo de Aço chegou a ter um gol anulado de Rúbens, em impedimento. Quando todos já acreditavam no empate, uma falta cobrada, já nos acréscimos, o Cordino chegou ao gol da vitória. A bola foi alçada na área, a zaga não tirou e houve um raspão de cabeça, de Ulisses, com Rodrigo Ramos, ainda chegou a tocar na bola, mas ela acabou entrando no canto baixo esquerdo, decretando a vitória da Onça por 2 x 1. Os jogadores do Imperatriz chegaram a reclamar muito, o árbitro chegou a expulsar Bruno do Cordino e Júnior Lacraia do Imperatriz, mas não voltou atrás e validou o gol da Onça.

Com a vitória, o Cordino conquista o 1º turno, se garante na final do estadual, além de garantir a vaga no Brasileiro da Série D e Copa do Brasil de 2018. Além disso, já está garantido na seletiva, neste ano, para a Copa do Nordeste do próximo ano. Ao Cavalo de Aço, só resta brigar para conquistar o 2º turno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário