Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Coluna Na Marca do Pênalti desta quinta...

Imperatriz - Confira alguns tópicos da Coluna, "Na Marca do Pênalti", edição desta quinta-feira, 18 de agosto de 2016, do jornal "Correio Popular", escrita pelo radialista Carloto Júnior.
Radialista, Carloto Júnior.

Na Marca do Pênalti
18 de agosto de 2016

Vitória...
...com autoridade a do Brasil sobre a seleção de Honduras, na semifinal do futebol masculino. Diferente da seleção feminina, a masculina teve mais sorte, já que o gol de Neymar, aos 14 segundos do 1º tempo, desmoronou toda estratégia de jogo dos hondurenhos. Certamente eles queriam repetir o feito da Suécia, que amarrou o jogo contra a seleção brasileira feminina e levou a decisão para as penalidades máximas, conquistando a classificação. Com o placar adverso, logo no início, a seleção de Honduras teve que sair para jogo e ofereceu os espaços para os atacantes brasileiros que aproveitaram as chances que apareceram. Sem futebol para reagir, Honduras se limitou a bater nos jogadores brasileiros, em particular, em Neymar. Se o árbitro quisesse, poderia ter expulsado, pelo menos, uns dois jogadores de Honduras. Preferiu segurar e mesmo assim o Brasil goleou por 6 x 0. 

Após os...
...os dois empates sem gols, nos dois primeiros jogos das Olimpíadas, muita gente passou a não acreditar mais que a seleção brasileira masculina de futebol conseguisse chegar à final para conquistar a inédita medalha de ouro. Bom, na final, o Brasil já está. Se vai conquistar a medalha de ouro, são outros quinhentos. Mas o que aconteceu com a seleção que, de tão mal nos dois primeiros jogos, mudou completamente, vencendo os últimos três jogos, jogando o futebol que todo torcedor quer ver e, ainda por cima, a defesa não tomou nenhum gol? Posso arriscar a dizer que, o que mudou na seleção, foi o comportamento, a atitude dos jogadores. Após inúmeras críticas depois dos dois primeiros jogos, os jogadores perceberam que se não mudassem de atitude, iam proporcionar mais um fiasco no futebol olímpico e, o pior, dentro de casa. Quando falo que mudaram o comportamento, mudaram de atitude, não me refiro só dentro do campo, não, mas, também, fora dele. A impressão que se tinha era que eles não estavam focados como deveriam. Quando mudaram, as coisas começaram a fluir naturalmente. 

 Brasil x Alemanha...
...fazem a final olímpica no futebol masculino no sábado, às 17h30min, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Sem sombra de dúvidas, o Maraca vai está superlotado. Alguns brasileiros, acredito que uma minoria e, principalmente, aqueles pessimistas, que, nem após o resultado positivo, se rendem, já estão lembrando os 7 x 1, imposto pela Alemanha na Copa de 2014. Uma coisa não tem na a ver com a outra. Primeiro que aquelas seleções eram as principais e, se não estou enganado, não tem um jogador da seleção olímpica, que esteve naquele jogo. Nem do Brasil e nem da Alemanha. Neymar, que jogou a Copa, estava machucado e não participou do jogo. A seleção olímpica da Alemanha, nem de longe, joga o futebol da seleção da Copa de 2014. Já a nossa está jogando bem melhor. Não acredito que os jogadores da nossa seleção olímpica vão ficar pensando naquele jogo de 2014, até porque não tem sentido. O pensamento tem que ser positivo e só a vitória para tentar mudar o pensamento dos pessimistas. Aliás, a vitória vai nos dá a inédita medalha de ouro que tanto sonhamos. Se vamos vencer ou não, só após o jogo saberemos.

O Sampaio...
...melhorou, mas não conseguiu a vitória contra o Goiás, na estreia do técnico Flávio Araújo, na última terça-feira, em São Luís. O tricolor foi melhor do que a equipe goiana, teve mais posse de bola, criou mais, mas, infelizmente, pecou nas finalizações. Se serve de alento, o time demonstrou uma melhora enorme. Mais agrupado, mas organizado e com os estreantes atuando bem. Foram os casos de Diogo Orlando e Tássio. Pimentinha voltou a jogar bem, criando várias jogadas pelas pontas. Mas o time continua pecando nas finalizações. Elias e Edgar deixaram a desejar. Aliás, Edgar parece que pegou a contramão de Pimentinha. Enquanto esse voltou a jogar bem, Edgar, nem de longe, foi a sombra do Edgar de jogos anteriores. Agora o time foca no returno, onde no sábado já enfrenta o líder, Vasco, em Cariacica. A situação do Sampaio se complica a cada jogo que passa.

Começa...
...hoje, na arena da Praia do Cacau, a competição de Beach Soccer, que faz parte dos II Jogos de Verão, promovido pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Sedel). Aos jogos acontecem hoje, sexta, sábado e domingo, quando será realizada a final, na parte da manhã. O Beach Soccer conta com 12 equipes e é uma modalidade que vem crescendo na cidade de Imperatriz. O campeão recebe um prêmio de R$ 1.200 reais, o vice, R$ 600 e o 3º colocado, R$ 400 reais. É uma premiação muito boa, já que as equipes premiadas realizarão 4 partidas, sendo duas na primeira fase, uma na semifinal e a outra na final. É mais uma opção para os desportistas de Imperatriz. A arena já está montada e, a partir da noite desta quinta-feira, a Praia do Cacau terá mais está opção de lazer. Parabéns ao secretário Saulo Dino, ao seu adjunto Márcio Papel e todas as equipes que estão participando dos Jogos de Verão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário