Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

Rádio MDB Brasil Nacionais

Rádio MDB Internacionais Dançantes

Rádio MDB 2 Internacionais Românticas

quinta-feira, 30 de abril de 2015

HRMI e UPA de Imperatriz recebe visita técnica do Governo..

Equipe do governo com diretores do HRMI.
Imperatriz - A secretária adjunta de Saúde, Rosângela Curado, atendendo a uma determinação do governador Flávio Dino e do secretário de Saúde, Marcos Pacheco, realizou uma visita técnica na terça-feira, dia 28, no Hospital Regional Materno Infantil de Imperatriz (HRMI) e na Unidade de Pronto Atendimento de Imperatriz.

Uma longa reunião de trabalho tratou do apoio necessário para a transição e implantação da OS (Organização Social), a ICN (Instituto Cidadania e Natureza) empresa que a partir do dia 12 de maio, passará a administrar a funcionalidade das duas referidas casas de saúde.

Na maternidade, juntamente com o Diretor Geral, Reginaldo Batista, o Diretor Administrativo, Samuel Costa, e demais diretores, foram discutidas ações fundamentais a serem tomadas até a chegada da nova empresa, para que ela encontre suporte humano e logístico necessário para oferecer uma assistência humanizada aos pacientes, conforme o que preconiza o Projeto da Rede Cegonha do Ministério da Saúde.

Na ocasião foram tratados assuntos como, reforma nas enfermarias, aquisição de novos equipamentos, e do abastecimento imediato de insumos e medicamentos para o HRMI. Na manhã de quarta-feira, dia 29, Rosângela Curado esteve com funcionários da UPA, quando tratou de tranquilizar a todos sobre os critérios que serão adotados para a transição administrativa daquela Unidade. Os critérios de escolha para saber quem permanecerá são técnicos, tais como a qualificação profissional, experiência na área em que atua e o comprometimento com a instituição de saúde, ou seja, será levado em consideração o comportamento do profissional”, afirmou Rosângela Curado.

Rosângela também se reuniu com o Diretor Gilson Bandeira e tratou sobre diversas melhorias que serão implantadas na UPA a partir de maio, medidas segundo o diretor necessárias, já que o hospital está tendo um considerável aumento na demanda de atendimentos, acima de sua capacidade funcional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário