Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Comércio acredita no crescimento das vendas no Dia do Pais...

Marconi Marques - Presidente da ALC.
Imperatriz - Contrariando as expectativas das principais regiões brasileiras, o clima é de aumento considerável nas vendas durante o período que antecede o Dia dos Pais, comemorado no dia 10 de agosto, no comércio de Imperatriz, principalmente na região central da cidade, com destaque para o Calçadão. As previsões são do empresário Marconi Marques, baseado na movimentação que vem sendo registrada no centro comercial. Na condição de presidente da Associação dos Lojistas do Calçadão (ALC), ele espera que o volume de vendas registradas durante o período, no cômputo geral, chegue a 8% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em comum acordo, os lojistas do Calçadão prepararam uma programação especial para o Dia dos Pais, sobretudo levando em consideração as promoções. O objetivo dos empresários é despertar a atenção dos filhos, fazendo com que eles visitem as lojas do Calçadão. Desde as últimas horas da tarde de quinta-feira, dia 7, o número de pessoas percorrendo o Calçadão animou os lojistas, que anunciam muitas novidades, inclusive a preços acessíveis, para que nenhum pai deixe de receber presente no próximo domingo.

As opções de presentes são inúmeras e as principais, segundo Marconi Marques, são os produtos eletroeletrônicos e os aparelhos de telefones celulares. Não esquecendo, evidentemente, dos calçados, confecções, entre outros. O empresário reafirmou não ser uma das principais datas para o comércio em termos de vendas, mas, a exemplo de outras, vem sendo, ultimamente, muito lembrado e anunciado pelas grandes redes de varejo do país. 

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Imperatriz, Francisco da Silva Almeida, o Dia dos Pais efetivamente incrementará as vendas do comércio local, tendo em vista o momento de crescimento por que passa a cidade. Já o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Júnior, em nota, ratificou que o comércio varejista verificou diminuição nas vendas a prazo em todas as datas comemorativas do primeiro semestre de 2014. Os motivos, segundo ele, alta dos juros, que encarece o crédito, e a inflação elevada, que corrói o salário do consumidor. A CNDL enfatiza que o Dia dos Pais, tradicionalmente, tem movimentado os setores de vestuário, calçados, eletrônicos, bebidas e perfumaria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário