JOSÉ AUGUSTO - 10 DE MAIO

JOSÉ AUGUSTO - 10 DE MAIO

Rádio MDB Brasil Nacionais

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Luto! Caio, ex-atacante de Moto e Grêmio morre em São Luís

Caio, Baideck, Mazaroppi, China e Valdir Spinosa.
(Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
São Luís - Morreu na tarde da última terça-feira (12), Luiz Carlos Tavares Franco, mais conhecido como Caio, aos 63 anos. O campeão da Libertadores e do Mundial pelo Grêmio em 1983 estava hospitalizado há mais de um mês no Hospital Universitário Presidente Dutra, em São Luís. O ex-atacante enfrentou graves problemas de saúde por causa de complicações vasculares. 

No Maranhão, Caio foi campeão estadual pelo Moto Club. No Grêmio, na final da Libertadores, ele marcou o primeiro gol contra o Peñarol, que terminou 2 a 1 para o time gaúcho. Os clubes divulgaram nota de pesar e homenagens em suas redes sociais ao ex-jogador que deu tantas alegrias aos respectivos torcedores.

Caio nasceu no Rio de Janeiro, em 16 de março de 1955 e fez sua base no Madureira. Começou sua carreira profissional pelo Botafogo. “Chegou ao Grêmio em 1983 e ficou por duas temporadas. Teve participação fundamental na conquista da Copa Libertadores de 1983, marcando 4 gols, inclusive o primeiro da decisão contra o Peñarol. Jogou, também, a final do Mundial, em Tóquio, entrando na segunda etapa. O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense lamenta com enorme pesar a perda de Caio, que ajudou a elevar ainda mais o nome do Grêmio, e se solidariza com os seus familiares, amigos e toda torcida gremista”, diz trecho da nota no site do Grêmio sobre a morte do ex-jogador.

O ídolo do futebol deixou dois filhos, Rafaela Franco e Caio Rafael. Ele morava sozinho no Sítio Trizidela, próximo ao Cohatrac.

Fonte: GE Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário