Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Conheça os técnicos das equipes da Série D...

Vágner Benazzi, rei dos acessos e salvador dos ameaçados.
Campinas, SP - O Campeonato Brasileiro da Série D começa neste fim de semana com alguns treinadores bastante conhecidos e com prestígio bem maior que a própria competição. São os casos de Vágner Benazzi, que comandará o Nacional-AM; Guilherme Macuglia, do Central-PE, Márcio Goiano, do Aparecidense-GO e Waldemar Lemos, do Anápolis-GO. São 68 clubes divididos em 17 grupos de quatro times cada, regionalizados de norte a sul do país.

Alguns profissionais tem muito prestígio em seus estados e uma boa campanha na Série D poderá abrir novos mercados, como Oliveira Canindé (CSA-AL), Francisco Diá (Campinense-PB), Paulo Moroni (Parnahyba-PI), Birigui (Sinop-MT), Mauro Ovelha (Brusque-SC), Zé Marco (Princesa-AM), Éwerton Goiano (São Raimundo-PA), Leivinha (Guarani de Juazeiro-CE) e Maurílio Silva, ex-ponta do Palmeiras e que foi vice-campeão cearense no Uniclinic, permanecendo para a competição nacional.

Ex-jogadores, hoje técnicos
Ex-jogadores que vestiram camisas de grandes equipes apostam em uma boa campanha na Série D para decolarem na carreira. São os casos de Artur de Oliveira, meia de destaque do Botafogo-RJ e que será o treinador do Rio Branco-AC; Bilú, que jogou no Atlético Mineiro, Figueirense-SC e Guarani e que dirigirá o modesto Murici-AL e outros ex-atletas como Pedrinho Maradona (ex-meia do Guarani e Atlético Paraense e que está no Comercial-MS).

A lista não para ai: Rossato (lateral do Botafogo-RJ, Marília e que jogou dez anos na Europa e que comanda o Desportiva-ES), Régis (ex-zagueiro do São Paulo e Inter-RS e agora treinador do Boavista-RJ), João Carlos (zagueiro do Cruzeiro-MG e Corinthians e que tentará fazer alguma no desestruturado Villa Nova-MG) e César Paulista, que foi um dos últimos destaques do Juventus nos anos 1970 e que será o treinador do Metropolitano-SC.

A Série D também tem treinadores veteranos que buscam na competição uma forma de voltar a ter espaço no mercado, como Ruy Scarpino que após vários anos fazendo trabalhos ruins em São Paulo, foi campeão do Maranhão pelo Moto Club, permanecendo no clube; assim como Leandro Campos, que não estava servindo nem para a Segunda Divisão de Santa Catarina e que irá dirigir o Itabaiana-SE.

Ou ainda Arnaldo Lira, que já trabalhou em vários times do interior paulista e que estará à frente do Fluminense de Feira de Santana-BA. Outro veterano é Nivaldo Lancuna que tem trabalhado apenas no interior de Goiás e que este ano foi muito bem no modesto Altos-PI, prometendo surpreender.

Estrangeiros
E, ainda, entre os 68 treinadores da quarta divisão, dois são portugueses que buscam um espaço no futebol brasileiro, mas que não têm conseguindo se firmar. São os casos de Paulo Morgado, que comandará o confuso Icasa-CE, rebaixado no Campeonato Cearense e Luís Miguel, que dirigirá o Maranhão Atlético Club, terceiro time mais importante do Estado.

Confira, abaixo, os técnicos da Série D:

Grupo A1
Atlético Acreano-AC: Álvaro Migueis 
Genus-RO: Claudemir Pontin 
Nacional-AM: Vágner Benazzi
Trem-AP: Sandro Macapá 

Grupo A2
Baré-RR: Fábio Luiz de Andrade 
Palmas-TO: Max Sandro 
Princesa do Solimões-AM: Zé Marco Rodrigues
São Francisco-PA: Walter Lima 

Grupo A3
Náutico-RR: Marcelo Pereira
Rio Branco-AC: Artur de Oliveira 
Rondoniense-RO: Ricardo Cordeiro da Rocha 
São Raimundo-PA: Everton Goiano

Grupo A4
Águia de Marabá-PA: João Galvão 
Moto Club-MA: Ruy Scarpino 
Santos-AP: Romeu Figueira 
Tocantinópolis-TO: Neto Costa

Grupo A5
Altos-PI: Nivaldo Lancuna 
Icasa-CE: Paulo Morgado 
Juazeirense-BA: Barbosinha
Maranhão-MA: Luis Miguel

Grupo A6
Central-PE: Guilherme Macuglia
CSA-AL: Oliveira Canindé
Guarani de Juazeiro-CE: Leivinha
Parnahyba-PI: Paulo Moroni 

Grupo A7
América-PE: Paulo Júnior 
Galícia-BA: Antonio Carlos Roy
Globo-RN: Luizinho Lopes 
Sousa-PB: Tazinho 

Grupo A8
Itabaiana-SE: Leandro Campos
Potiguar-M-RN: Emanoel Sacramento 
Serra Talhada-PE: Pedro Manta 
Uniclinic-CE: Maurílio Silva

Grupo A9
Fluminense de Feira-BA: Arnaldo Lira
Murici-AL: Bilú 
Sergipe-SE: Luciano Dias 
Campinense-PB: Francisco Diá 

Grupo A10
Araguaia-MT: Kiko Araújo
Aparecidense-GO: Márcio Goiano 
Ceilândia-DF: Adelson de Almeida
Comercial-MS: Pedrinho Maradona

Grupo A11
Anápolis-GO: Waldemar Lemos
Luziânia-DF: Ricardo António
Sete de Dourados-MS: Chiquinho Lima
Sinop-MT: Marcos Birigui

Grupo A12
Desportiva Ferroviária-ES: Fabiano Rossato 
Goianésia-GO: Jorge Saran
URT-MG: Magela Rodrigues 
Volta Redonda-RJ: Felipe Surian 

Grupo A13
Audax-SP: Vinícius Munhoz
Boavista-RJ: Régis Amarante 
Caldense-MG: Thiago Oliveira 
Espírito Santos-ES: Wagner Nascimento

Grupo A14
Portuguesa-RJ: Didinho
São Bento-SP: Paulo Roberto 
São josé-RS: China Balbino 
Villa Nova-MG: João Carlos 

Grupo A15
Brusque-SC: Mauro Ovelha
J.Malucelli-PR: Luciano Gusso
Madureira-RJ: Cleimar Rocha
Novo Hamburgo-RS: Ben Hur Pereira

Grupo A16
Inter de Lages-SC: Waguinho Dias
Linense-SP: Moisés Egert
PSTC-PR: Reginaldo Vital
São Paulo-RS: Tiago Nunes

Grupo A17
Caxias-RS: Beto Campos
Ituano-SP: Tarcísio Pugliese
Maringá-PR: Rogério Perro
Metropolitano-SC: César Paulista

Fonte: Futebol Interior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário