Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

Rádio MDB Brasil Nacionais

Rádio MDB Internacionais Dançantes

Rádio MDB 2 Internacionais Românticas

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Coluna - Palmas & Palmadas de domingo...

Imperatriz - Confira a Coluna "Palmas & Palmadas" escrita pelo jornalista, Josué Moura, do "Jornal Correio Popular", edição deste domingo, 19 de junho de 2016.
Jornalista Josué Moura, do Correio Popular.

Coluna - Palmas & Palmadas
19 de junho de 2016

O quadro político de Imperatriz começa a se desenhar
Até então meio indefinido, o quadro político de Imperatriz começa a tomar forma. O delegado Assis Ramos (PMDB), que muita gente continua dizendo que será vice de alguém, bate o pé e diz que sua candidatura é pra valer, que jamais será vice, que entrou na briga e dela só sai no fim da batalha. Ribamar Cunha Filho (PSC) lançou sua pré-candidatura e para não ficar atrás dos outros que já estão na chapada, também começou a andar e pegar na mão do povo. Ildon Marques (PSB), o “neo-socialista”, peregrina por Brasília esperando o deputado Fufuquinha levantar da cadeira pra ele sentar por alguns dias. Rosângela Curado (PDT), a irreversível e obstinada é quem mais está se mexendo e trazendo fatos novos à política local. Entre esses fatos estaria a decisão do PCdoB de não lançar candidato em Imperatriz e apoiá-la. O indefinido mesmo é o PSDB do prefeito Sebastião Madeira. Na moita, calado, o tucano só observa. Mas há quem aposte que Madeira vai com Ribamar Cunha. Será?

PCdoB e Marco Aurélio
Até o momento não saiu uma nota oficial, nem do PCdoB, tampouco da candidata  Rosângela Curado, mas a conversa está na rua, nas redes sociais, dando conta que o deputado Marco Aurélio não será mesmo o candidato a prefeito do partido em Imperatriz e que o PCdoB vai apoiar a pedetista. O Deputado Estadual Marco Aurélio (PCdoB) ligou para várias lideranças e amigos na manhã de ontem (17) e comunicou que não será candidato. Marco fez questão de agradecer a todos que permaneceram juntos e   disse que inicia a caminhada pela região afim de fortalecer candidaturas de aliados e de seu partido, mas sem interferir no processo em Imperatriz. A decisão, que afirmam ter vindo do próprio partido em São Luís, no rito do centralismo democrático, parece a nós pobres mortais que já não era esperada por Rosângela, pois ela se juntou a forças antagônicas ao PCdoB e ao governo Flávio Dino, como por exemplo o deputado Antônio Pereira (DEM) e, mais recentemente ao deputado suplente DavíJúnior (PR). Antônio Pereira é um dos que juntamente com Ricardo Murad vem sendo responsabilizado por desvios na saúde do
Maranhão e Davi Júnior dizem que nutre verdadeiro ódio pelo governador Flávio Dino.

Uma pergunta fica no ar...
Se o PCdoB, o partido do governador, for mesmo se coligar com o PDT, terá a vaga de vice-prefeito? Nesse caso, se o vice for do PCdoB quem sairá menor do que entrou, será o vereador Esmeradhson de Pinho (DEM), pupilo de Antônio Pereira, que terá que cair na chapada atrás de votos novamente para vereador, numa situação muito desfavorável, já que havia desistido dessa pretensão e até ensaiado uma candidatura a prefeito. Mesmo que não tenha liberado seus eleitores, estes já estão sendo cooptados por outros candidatos.

Outra coisa
Sabemos que uma eleição puxa a outra. Em 2018 teremos gente nova aqui da cidade no PCdoB que deverá ser candidato a deputado federal. Se o PCdoB apoiar Rosângela
terá o seu apoio a uma candidatura a federal? Se tiver, como ficam Davi Júnior e Weverton Rocha, este último do partido de Rosângela e que sabemos não está de graça por estas plagas, quer fincar raiz política aqui? São perguntas que ficam no ar. Não me queiram mal, pois só sei querer
bem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário