Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Coluna – Na Marca do Pênalti

Imperatriz - Confira alguns tópicos da Coluna: "Na Marca do Pênalti", do Jornal Correio Popular, edição de sexta-feira, 17 de junho de 2016.

Acertado, mas não anunciado...
Esta é a situação do novo técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Tite. Ele já seu o “sim” ao presidente da Confederação Brasileiro de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, mas a entidade, ainda, não fez o anúncio, oficial. Se a CBF não anuncia, o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, anunciou, em coletiva, que Tite aceitou o convite para ser o novo técnico do Brasil e que não dirige mais o Corinthians. Esperava-se que Tite tivesse uma despedida do clube paulista, dirigindo a equipe no jogo de ontem, contra o Fluminense, em Brasília e fizesse a festa de despedida no domingo, contra o Botafogo/RJ, na Arena Corinthians. O presidente do Timão não ficou satisfeito em ter perdido seu técnico e, ainda, anunciou rompimento com a CBF.

Repito...
...o que já escrevi em outras oportunidades. O problema da Seleção Brasileira não é só técnico. O problema é bem maior e passa pela estrutura da entidade, além dos muitos interesses que prevalecem acima de outros objetivos. Entendo que não temos a necessidade de ficar convocando um caminhão de jogadores que atuam fora do Brasil. A Seleção perdeu seu rumo quando começamos a convocar, praticamente, só jogadores de fora. Com isso o torcedor foi perdendo o interesse pelo nosso escrete, já que não via, na Seleção, nenhum jogador do seu clube. Isso contribuiu, muito, para essa frieza do torcedor brasileiro. Precisamos valorizar, mais, os jogadores que atuam no Brasil. Eles se doam mais do que aqueles que ganham milhões de dólares ou euros e, quando o Brasil perde, pegam o primeiro avião e voltam para seus países, sem ter nenhum contato com a torcida brasileira. Com exceção do Neymar, só convocaria jogador de fora após esgotar todas as tentativas com os jogadores que atuam aqui. Mas sei que isso é quase impossível, já que os interesses são grandes nas convocações dos jogadores que atuam fora do Brasil.

Brasileirão...
O Campeonato Brasileiro da Série A está se mostrando bem nivelado nas primeiras rodadas. Até concordo que o nivelamento está por baixo, com grandes equipes deixando a desejar nesse início. Mesmo assim, não tivemos nenhuma equipe tão superior após essas oito rodadas. Para se ter uma idéia, do 1º colocado, até o 8º, tem, apenas, 3 pontos separando as equipes. (números antes dos jogos de ontem à noite). Do 4º colocado (13 pontos) até o primeiro na Zona de Rebaixamento (8 pontos) são, apenas 5 pontos de diferença. O lanterna, América/MG (5 pontos) está a três pontos do primeiro time fora do Z-4. Os números são próximos, pelo menos neste início de Série A.


Mineirada que abra os olhos...
Se os gaúchos, Inter e Grêmio, estão no G-4, os mineiros Cruzeiro, Atlético e América, estão amargando na Zona de Rebaixamento. O América é o lanterna; o Galo o 18º, enquanto o Cruzeiro, o 17º. É de se estranhar as campanhas dos dois grandes de Minas. O Galo, principalmente, que disputou a Libertadores deste ano e foi eliminado pelo São Paulo, quando era considerado o favorito para a classificação. Não perdeu grandes jogadores, pelo contrário, manteve e contratou bem. Já o Cruzeiro está pagando por apostar em um técnico de fora do País, que, ainda, tenta se adaptar ao futebol brasileiro. Mesmo assim, acredito que as duas equipes vão dar a volta por cima. Já o América, é sério candidato ao rebaixamento.

E o Flamengo?
Melhorou no que se refere ao setor defensivo, pelo menos a dupla de zaga. Preteridos em seus ex-clubes, Réver e Rafael Vaz (Inter e Vasco, respectivamente) fizeram uma partida digna das melhores defesas dos times brasileiros, na vitória de 1 x 0, sobre o Cruzeiro, no Mineirão. Os dois chegaram a ser considerados refugos. Réver encostado no time gaúcho, enquanto Vaz era reserva "absoluto" no campeão carioca. Com apenas um dia de treino, a dupla se entendeu muito bem e segurou  ataque do Cruzeiro, mantendo a vitória de 1 x 0 para o Flamengo. Aliás, o gol da vitória rubro negra foi feito por Réver, que estreou com a camisa do Flamengo. Agora é acertar os outros setores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário