Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

Rádio MDB Brasil Nacionais

Rádio MDB Internacionais Dançantes

Rádio MDB 2 Internacionais Românticas

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Coluna – Na Marca do Pênalti

Demitido...
Aconteceu o que todo torcedor brasileiro estava querendo. Dunga não é mais o técnico da Seleção Brasileira. É bem verdade que a saída do treinador não aconteceu por vontade dele e sim do presidente da CBF. Dunga e Gilmar Rinaldi foram chamados na sede da CBF e receberam a decisão da demissão de ambos da própria boca do presidente da entidade. Estava insustentável a permanência de Dunga no comando da Seleção. Mesmo ele tentando mudar o convívio com a imprensa é visível o esforço que ele fazia, principalmente, nas entrevistas. Além disso, a eliminação na primeira fase da Copa América, foi a gosta d’água para a saída dele. Na verdade, foi mais um, dos grandes erros da CBF em  trazer Dunga de volta para o comando do escrete canarinho. Uma coisa ele não pode reclamar: que não foi demitido como se deve fazer. Em conversa cara-a-cara.


Tite...
Tite é o nome para assumir o comando da Seleção Brasileira. Esta é a segunda vez que o nome de Tite surge para assumir o Brasil. Na outra vez não houve acerto. Agora, tudo indica que o atual campeão brasileiro realize o sonho de dirigir o escrete canarinho. Sem sombra de dúvidas Tite é o melhor técnico brasileiro em atividade. O momento é oportuno e capacidade ele tem de sobra. Mas uma coisa tenho sempre dito. O problema da Seleção Brasileira não é só técnico. O problema é bem maior e passa, principalmente, pelos homens que dão as cartas na CBF. Já está na hora da CBF deixar de convocar tanto jogadores que não atuam no Brasil. Defendo que temos jogadores aqui no Brasil em condições de representar bem o nosso País. Com exceção de Neymar, não vejo nenhum jogador brasileiro que atue fora do Brasil insubstituível. Outra situação, a ausência de jogadores das grandes equipes brasileira na Seleção tem afastado o torcedor da Seleção. Como era bom a época que os torcedores brasileiros viam jogadores de seus clubes com a amarelinha. Está na hora de voltar a convocar jogadores que atuam aqui no Brasil.


Campeonato Brasileiro...
Com a confirmação de Tite, como novo técnico da Seleção Brasileira, ele já vai ter a oportunidade de acompanhar a rodada do Brasileirão desta quarta-feira, para acompanhar os jogadores brasileiros que podem ser convocados. O seleiro de bons jogadores que atuam aqui é muito grande, basta saber observar e dar oportunidades a eles. Outra vantagem que os “nossos” jogadores tem é o fato de. Se perderem, vão está aqui no Brasil, diferentes dos que atuam fora, que quando perdem, pegam o avião e se mandam. Eles não sentem na pele a decepção dos torcedores. Na rodada desta quarta, jogadores das grandes equipes, como Grêmio, São Paulo, Santos, Palmeiras, Cruzeiro e Flamengo vão está em campo. É só arregaçar as mangas e observar. Claro que o novo técnico do Brasil vai ser ater a Seleção Olímpica, mas até isso, ele vai poder observar nessas equipes.


De volta...
Alguns jogadores que estavam na Seleção Brasileira, disputando a Copa América Centenário, deverão voltar a jogar pelas suas equipes na rodada desta quarta-feira. O Grêmio, por exemplo, já vai ter o goleiro Marcelo Grohe e o volante Wallace. No Santos, Lucas Lima e Gabriel, ainda, não foram confirmados. Paulo Henrique Ganso deve ser a atração no São Paulo. O Corinthians só joga na quinta e poderá ter Elias de volta. Outro que pode ser reforçado é o Atlético Mineiro, com o lateral esquerdo Douglas Santos. Alguns desses jogadores poderão ser negociados na janela europeia. São os casos dos jogadores do Santos, Lucas Lima e Gabriel, além de Elias, do Corinthians.


Não teve eleição...
Como já era esperado, não aconteceu a eleição para presidente da Sociedade Imperatriz de Desportos, na noite de segunda-feira, dia 13. Conforme a Coluna informou, nenhuma chapa foi registrada até o prazo estipulado pelo Edital de convocação. O ex-presidente da Junta Governativa, Gregório Neto, chegou a dar entrada no pedido de registro de sua chapa, mas só que fora do prazo. Além disso, na sua chapa constava nome do seu vice que não faz parte do quadro associativo do clube, uma exigência do Estatuto do Clube. O certo é que, sem chapas, não tem eleição, pelo menos, por enquanto. O que não entendi até hoje foi o fato de o Gregório ter pedido renúncia da Junta para posteriormente se candidatar. Por que ele não continuou como presidente? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário