Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Bastidores da política desta quarta....

Imperatriz - Confira alguns tópicos da "Coluna Bastidores", escrita pelo jornalista, Coló Filho, no jornal "O Progresso", edição desta quarta-feira, 1º de junho de 2016.
Jornalista Coló Filho, de O Progresso.

Bastidores
1º de junho de 2016

Números e polêmica
Como não poderia deixar de ser, causou polêmica nos meios políticos locais o resultado de uma pesquisa de intenções de votos realizada pela Escutec. Claro que os aliados dos pré-candidatos que apareceram atrás chiaram, desqualificando os números da pesquisa. Se houve alguma surpresa, foi o delegado Assis Ramos aparecer na frente de Marco Aurélio e Rosângela, conforme mostra a pesquisa em um dos cenários. Esse foi o ponto mais questionado. O ex-prefeito Ildon Marques vem se mantendo na frente, o que é normal, pois sempre esteve na dianteira.
Na espontânea, Ildon Marques lidera com 18,8% das intenções de votos, contra 11,3% do delegado Assis Ramos; 11,2% de Rosângela Curado; 8,0% de Marco Aurélio; 3,3% de Davizinho; 1,3% do Pastor Porto e 0,3% de Daniel Souza.
Na estimulada, Ildon aparece com 26,2, contra 19,8% de Assis Ramos; 19,2% de Rosângela Curado; 18,2% de Marco Aurélio; 6,8% de Davizinho; 3,2% do Pastor Porto; 0,3% de Rosi Vicentini e 0,3% de Daniel Souza.
No cenário sem Davizinho, Vicentini e Daniel Souza, Ildon lidera com 27,5%, seguido de Assis Ramos com 20,3%, Rosângela Curado 19,8%, Marco Aurélio com 19,2% e Pastor Porto 4,2.
No cenário com Davizinho, Ildon apresenta 26,7% das intenções de votos, contra 20,5% do delegado Assis Ramos; 19,8% de Rosângela Curado; 19,5% de Marco Aurélio e 7,8% de Davizinho. 
No cenário sem Ildon Marques, Rosângela Curado lidera com 30,2% das intenções de votos, contra 25,3% de Marco Aurélio; 24,7% do delegado Assis Ramos e 5,7% do Pastor Porto.

Registro
O levantamento da Escutec foi realizado entre os dias 20 e 22 de maio e ouviu 600 eleitores. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo MA-00836/2016.

Fora
Uma pergunta que vem sendo feita: por que na pesquisa não foi incluído o nome do vereador Esmerahdson de Pinho, pré-candidato a prefeito pelo DEM? É claro que ele não iria ter uma intenção de votos destacada, mas pontuaria e isso influenciaria nos números dos outros pré-candidatos, mostrando um cenário mais real. Será que já dão por descartada a pré-candidatura do vereador?

E...
Consta que a alegação é de que a posição de Esmerahdson de Pinho ainda era indefinida na época em que houve a “estruturação” da pesquisa, no mês de abril.

Esquentar
A pesquisa da Escutec serviu para esquentar a sucessão municipal. Isso estimula os pré-candidatos a procurarem meios para ganhar terreno na corrida rumo ao Palácio Renato Moreira. Vão ser buscadas, principalmente, alianças entre eles, pois juntando dois pré-candidatos, como por exemplo, Rosângela e Marco Aurélio, há a expectativa de virada do jogo. Mas alguma desistência, se acontecer, será lá para o final de julho, já que as convenções serão de 20 de julho a 5 de agosto. É aguardar.

Vem mais
Ontem a coluna foi informada que pelo menos quatro novas pesquisas seriam feitas nos próximos dias, sendo duas encomendadas pelo governo do Estado, uma pelo PDT e outra por um deputado estadual. Seriam incluídos todos os pré-candidatos, inclusive Ribinha Cunha (PSC).

Aliança
Depois de garantir o apoio do PSDB, agora a deputada Eliziane Gama (PPS), pré-candidata a prefeita de São Luís, busca a adesão do PSB, agora sob o comando do vereador Roberto Rocha Junior. Já houve um encontro com Pinto Itamaraty, que é suplente do senador Roberto Rocha. Se houver, em Imperatriz corre o risco do PPS ser puxado para o lado do PSB de Ildon Marques, porque naturalmente Imperatriz entraria na negociação, já que Roberto Rocha tem grande interesse no segundo maior colégio eleitoral do Estado.

Um comentário:

  1. Falando em políticos, estava no facebook e fui averiguar essa que dizem ser a maior rival de Dino,a ex deputada Maura Jorge, fiquei impressionado o alcançe que as publicações dela tem, a medida das curtidas e comentários são gigantescas, fui fazer um comparativo com o rival dela, e Flavio Dino fica para trás. O que justifica uma prefeita estar com a rede social mais intensa que o Governador do estado? Será se os Sarney apoiariam ela para governo ou ela se inviabilizaria sem?

    ResponderExcluir