Rádio MDB Brasil Nacionais

sábado, 18 de novembro de 2017

Com problemas em seu estádio, Cordino deve jogar em Imperatriz

Muro atrás de um dos gols do Leandrão desaba.
Barra do Corda - O Cordino Futebol Clube, atual vice-campeão maranhense e um dos representantes do estado na Copa do Nordeste 2018, está com problemas em seu estádio, Leandrão, na cidade de Barra do Corda. A Onça, como é chamada carinhosamente por seus torcedores, já enfrentou o mesmo problema na reta final do Campeonato Maranhense deste ano, quando foi obrigado a jogar aqui em Imperatriz, por conta do estádio Leandrão não atender as exigências do Regulamento do estadual.

Agora, a situação de repete com mais gravidade para o jogo da Pré-Copa do Nordeste, marcada para o dia 4 de janeiro, contra o Treze, da Paraíba. Além de não atender a capacidade, mínima, exigida pela CBF, um trecho do muro que cerca o estádio Leandrão, desabou e deixou o estádio aberto. O trecho que caiu fica atrás de um dos gols e não há arquibancada no local.

O Leandrão é o único estádio de Barra do Corda e recebe os jogos do Cordino, que em 2018 disputará o Campeonato Maranhense, Copa do Brasil e a Copa do Nordeste. Com o desabamento de parte do muro, a prefeitura de Barra do Corda precisa reparar o local para o estádio poder receber regularmente os jogos no próximo ano. Os problemas estruturais no Leandrão já ocorrem desde 2017. A capacidade do estádio é de apenas 600 torcedores e, por conta disso, a equipe vem tendo prejuízos, já que fica impossibilitada de realizar seus principais jogos na sua cidade.

Na Copa do Nordeste, a exigência de capacidade mínima é de 5 mil torcedores. Com isso, o Cordino deverá realizar o jogo contra o Treze, aqui em Imperatriz. Na fase de grupos do Campeonato Maranhense não há capacidade mínima exigida para os jogos.

Além do jogo do dia 4 de janeiro, pela Pré-Copa do Nordeste, contra o Treze, o Cordino tem estreia no Campeonato Maranhense definida para o dia 21 de janeiro, contra o Santa Quitéria, no Leandrão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário