Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

Rádio MDB

Rádio MDB 2

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Coluna Na Marca do Pênalti desta terça...

Imperatriz - Confira alguns tópicos da Coluna, "Na Marca do Pênalti", edição desta terça-feira, 27 de setembro de 2016, do jornal "Correio Popular", escrita pelo radialista Carloto Júnior.
Radialista, Carloto Júnior.

Na Marca do Pênalti
27 de setembro de 2016

O técnico Tite,...
...da Seleção Brasileira, convocou na segunda-feira (26), o lateral-esquerdo Wendell, do Bayer Leverkusen, da Alemanha, e o volante Rafael Carioca, do Atlético-MG, para os lugares de Marcelo e Casemiro, que se machucaram atuando pelo Real Madrid. Marcelo tem uma lesão muscular na panturrilha direita enquanto Casemiro tem uma fissura da fíbula na perna esquerda. A convocação do volante Rafael Carioca faz justiça e até mantém uma coerência por parte do técnico do Brasil. O mesmo não posso falar sobre o lateral esquerdo, Wendell, que na verdade, nem me lembro dele jogando aqui no Brasil. Para mim, uma surpresa, até porque acho que temos laterais atuando no Brasil que poderiam ter uma chance. Nós temos o Zeca (Santos), campeão olímpico; o Jorge (Flamengo) da Sub 20, entre outros que poderiam ter uma chance. Particularmente, sou contra convocação de jogadores que atuam fora do Brasil, principalmente, quando eles não são unanimidade. É o caso do Wendell.

Que jogo...
...entre Flamengo 2 x 1 Cruzeiro, no domingo, nos estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo. O jogo não teve muita emoção até o Cruzeiro fazer 1 x 0, no 2º tempo. O Flamengo dominou o 1º tempo, mas não conseguiu abrir o placar. O Cruzeiro, nitidamente, jogava por uma bola, um contra ataque. Conseguiu e fez 1 x 0, com Rafinha, que tinha entrada no decorrer da segunda etapa do jogo. A partir daí, o Flamengo foi para cima, se expôs e o Cruzeiro teve duas chances claras para matar o jogo e desperdiçou. Aí o banco Rubro Negro fez a diferença com Alan Patrick e Mancuello. O primeiro deu o passe para Guerrero, que virou, chutou e a bola, antes de encobrir o goleiro Rafael, desviou no pé do zagueiro Bruno Rodrigues e caiu dentro do gol. Em seguida, nova jogada de Alan Patrick, que encontrou Mancuello pela esquerda, sem marcação e o argentino chutou de primeira, tirando do goleiro Rafael e virando o jogo para o Flamengo. Muita gente já não acreditava, mas futebol é assim e a virada aconteceu. 

Semana passada...
...escrevi um tópico sobre as reclamações de jogadores, técnicos e, até, dirigentes sobre os erros de arbitragem que vinham acontecendo. Citei na oportunidade que os clubes reclamam quando são prejudicados, mas que se calam quando são favorecidos pela arbitragem. Cheguei a citar os casos do Santos, na derrota para o Inter (foi prejudicado no Brasileirão) e no empate com o Vasco (favorecido na Copa do Brasil) e do Vasco neste mesmo empate com o Santos (prejudicado na Copa do Brasil) e no empate com o Sampaio Corrêa (foi favorecido na Série B). Pois bem, na semana passada, o Fluminense, também, reclamou bastante de erros de arbitragem na eliminação da Copa do Brasil para o Corinthians. O zagueiro Gun, em entrevista após o jogo, relembrou alguns erros de arbitragens contra o mesmo Corinthians e chegou a dizer que não tinha como vencer o time paulista no estádio deles. No último domingo, Corinthians e Fluminense voltaram a se enfrentar, desta vez pelo Brasileirão. E o Fluminense venceu por 1 x 0, gol de Cícero, nos acréscimos e, pasmem, início da jogada, impedimento do zagueiro Gun (o mesmo que disse que era impossível vencer o Corinthians no estádio deles), que a arbitragem não viu. Agora perguntem se o Fluminense citou alguma coisa sobre a irregularidade no lance do gol? E assim segue o nosso futebol.

O Maranhão...
...está fazendo bonito nos Jogos Escolares da Juventude, em João Pessoa, na Paraíba. Mais bonito, ainda, fez a atleta/estudante, Helen Pereira, do Colégio Batista da cidade de Codó. Participando dos jogos pela primeira vez, Helen, de cara, já conquistou uma medalha de prata no salto em altura. Com certeza, quando estava no pódio, recebendo a sua medalha de prata, Helen Pereira deve ter se lembrado dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e se imaginou um dia disputando uma olimpíada. A olimpíada no Brasil deve ter motivado muitos garotos nas diversas modalidades, onde o Brasil mostrou que tem potencial. Que Helen Pereira e tantos outros alunos possam seguir a trilha dos grandes campeões e, quem sabe, um dia possam está recebendo suas medalhas em uma olimpíada.

Estão de parabéns...
...os meninos do time Sub 11 do JV Lideral que conquistaram o título da categoria no fim de semana, mas precisamente no sábado. O adversário foi um velho conhecido, o Marília, que, também, tem um trabalho extraordinário nas categorias de base. O título é consequência, já que o objetivo principal é preparar a molecada para que, no futuro, possa ter a chance de ser uma revelação no futebol brasileiro. O caminho não é fácil, mas os primeiros passos são dados, justamente, nas escolinhas como JV Lideral, Marilia, Marwel, Grêmio, entre outras. Eles, ainda, terão que escalar as categorias acima, mas o importante é o aprendizado que eles vão adquirindo e, os mais qualificados, vão seguir em frente. Parabenizar, também, o pessoal da comissão técnica do JV Lideral, capitaneada pelo Cassius Kenedy e Jairo de Oliveira, dois baluartes nas categorias de base. Parabéns a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário