Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

Rádio MDB Brasil Nacionais

Rádio MDB Internacionais Dançantes

Rádio MDB 2 Internacionais Românticas

terça-feira, 26 de julho de 2016

Na Marca do Pênalti desta terça,,,

Imperatriz - Confira alguns tópicos da Coluna; "Na Marca do Pênalti", edição desta terça-feira, 26 de julho de 2016, do jornal "Correio Popular";

Na Marca do Pênalti
26 de julho de 2016

Mais um título...
...pode ser conquistado pelo inglês Lewis Hamilton na Fórmula 1. Após um início avassalador, o alemão Nico Rosberg, que chegou a abrir 43 pontos de diferença, começa a demonstrar que não vai conseguir seu primeiro título na categoria. No GP da Hungria, Hamilton mostrou por que é tri-campeão e hoje, sem sombra de dúvidas, o melhor piloto em atividade. Mesmo não largando na pole, o inglês saiu melhor, assumindo a ponta da corrida na primeira curva, para não perder mais. A cada prova, Hamilton vem ganhando mais confiança e isso é primordial para um piloto de F-1. Sem erros da equipe, Lewis vem conquistando vitórias e se continuar assim vai ser tetra-campeão este ano. O chato na F-1 atual é que a briga está restrita apenas aos dois pilotos da Mercedes. Algo precisa ser mudado para que os torcedores não percam o interesse, apesar de que, no Brasil, muitos já não acompanham, principalmente, após a morte de Ayrton Senna. 

Líder perde dentro...
...de casa. O Palmeiras foi derrotado pelo Atlético/MG, por 1 x 0, dentro de seu estádio, Arena Palmeiras, na manhã do último domingo, jogo válido pela 16ª rodada do campeonato Brasileiro da Série A. Mesmo com a derrota, o Verdão manteve a liderança, já que o Corinthians tropeçou e, apenas, empatou com o Figueirense, na Arena Corinthians. E olha que se não fosse o árbitro, a situação poderia ter sido pior para o time do Parque São José. O árbitro do jogo deixou de expulsar o goleiro Cássio, que era o último homem, após fazer falta desclassificante, fora da área e ter levado, apenas, o cartão amarelo. Na oportunidade o Figueirense vencia por 1 x 0. Com um jogador a mais, poderia ter saído com a vitória. Parece que o fato de ser uma equipe grande, acaba influenciando na decisão da arbitragem, o que não deveria acontecer.

Jogão...
...o clássico tricolor entre Grêmio 1 x o São Paulo, no domingo, à tarde, em Porto Alegre. O Grêmio fez valer o mando de campo e dominou o Tricolor do Morumbi do início ao fim. A vitória de 1 x 0, com gol de Douglas, no 1º tempo, foi pouca. O goleiro Denis, do São Paulo, foi bastante exigido, fazendo belas e importantes defesas que salvaram o São Paulo de perder de goleada. A surpresa, positiva, no time do Grêmio foi o jogador Negueba, ex-Flamengo e Coritiba. O jogador substitui Giuliano, que foi vendido e fez uma ótima apresentação. Bem diferente daquele jogador que surgiu no Flamengo, quando atuava mais pelas pontas, Negueba, contra o São Paulo, atuou mais pelo meio, como se fosse um 8 ou um 10. Com toques de primeira, velocidade, técnica e, ainda, ajudando na marcação, arrisco dizer que ele foi o principal jogador da partida. Para coroar sua atuação, Negueba, ainda, participou do lance do gol do Grêmio. Fica uma pergunta: Por que certos jogadores não deslancham em um time e acaba deslanchando em outro? 

Novo empate...
...do Sampaio no Campeonato Brasileiro da Série B. Em outra circunstância, o resultado de empate, em 1 x 1, poderia ser considerado muito bom para a Bolívia Querida, já que jogou fora de casa. Só que na situação que a equipe se encontra, lanterna com, apenas, 12 pontos, o resultado foi ruim. Tanto que o Sampaio continua na lanterna, a três pontos do vice-lanterna (Tupi) e a seis pontos da primeira equipe fora do Z-4, o Goiás, que soma 18 pontos. Ou o Sampaio começa a vencer ou, então, pode começar a projetar a Série C do próximo ano. Cada jogo é uma decisão e sem muito tempo de recuperação ou lamentação. No próximo domingo o adversário é o Atlético/GO, em Goiânia, no Serra Dourada. Mais uma pedreira para o time maranhense. Já começo a aceitar que o Sampaio não vai conseguir se manter na Série B.

Muito boa...
...a realização da Taça Cidade de Imperatriz, categorias Sub 13 e Sub 15. A competição foi promovida e organizada pela Associação de Escolinhas do Sul do Maranhão que está de parabéns. Isso mostra que é possível se fazer competições sem depender das entidades, como a Liga Imperatrizense de Futebol (LIF) e Federação Maranhense de Futebol (FMF). Basta os clubes se organizarem e deixarem de lado a “Lei do Gerson”, aquela que só pensa em vantagem. Parabéns, também, a garotada do JV Lideral, pela conquista do bi-campeonato na categoria Sub 13 e a garotada do Marília, pelo título inédito na categoria Sub 15. Agora é projetar a Taça Cidade de Imperatriz do próximo ano com mais participantes. A quantidade, ainda, é um desafio para a organização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário