Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

Rádio MDB Brasil Nacionais

Rádio MDB Internacionais Dançantes

Rádio MDB 2 Internacionais Românticas

quinta-feira, 16 de abril de 2015

"Quem não cumprir será afastado"...

Marcelo com Saulo Dino em teste com os árbitros de Imperatriz.
São Luís - Foram com essas palavras ("Quem não cumprir será afastado") que o diretor da CEAF (Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol), Marcelo Bispo Nunes Filho, recomendou portaria aos árbitros maranhenses que entrou em vigor na terça-feira, dia 14 de abril.

O Ofício Circular 017/CA-CBF/2015 do dia 13 de abril, da ENAF (Escola Nacional de Arbitragem de Futebol) para as Ceaf's, árbitros e clubes que atuam nas competições coordenadas pela CBF fala da falta de respeito que jogadores, técnicos e dirigentes estão abusando em relação aos árbitros brasileiros, conforme texto abaixo:


A ENAF, ratificando suas próprias diretrizes e as especificas, recentes e oportunas recomendações da Comissão e do Departamento de Arbitragem da CBF - CA e DA-CBF, determina a todos os árbitros designados para as competições coordenadas pela CBF que não tolerem desrespeito e atos de indisciplina de qualquer natureza às regras do futebol e aos próprios árbitros

As recorrentes e acintosas reclamações, individuais ou em grupo, contra as decisões do árbitro e de qualquer oficial da arbitragem, tanto durante como após o encerramento das partidas, exigem adoção de medida disciplinar adequada, pois as regras do jogo o permitem e exigem. A proximidade dos lances, critérios iguais para lances semelhantes, postura firme e destemida, o correto uso do apito e palavras firmes, mas respeitosas – nunca desafiando - são os meios mais eficazes para evitar atos dessa natureza. 

Sendo assim, os árbitros que não atuem de acordo com as regras e que permitam, sem adoção das medidas disciplinares comportáveis, transgressões dessa natureza, será solicitado à CACBF que sejam sumariamente afastados das programações, pois o futebol não pode ser vítima nem de árbitros fracos, nem de jogadores ou dirigentes indisciplinados, que atentam contra a boa conduta esportiva.

A portaria diz, ainda, que tal fenômeno, que não é privilegio do futebol brasileiro, precisa ser freado imediatamente e com firmeza, tanto que a UEFA adotou, recentemente, punição semelhante a esta.

Portanto, que jogadores, técnicos e dirigentes de Moto, São José, Imperatriz e Sampaio coloquem a barba de molho, caso contrário, os árbitros que serão punidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário