Parceiro do Blog

Parceiro do Blog

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Greve dos professores. Até quando?

Professores em frente a Prefeitura de Imperatriz.
Imperatriz - E continua sem uma definição final a greve dos professores da rede municipal aqui de Imperatriz, que já ultrapassou 120 dias. Em audiência realizada pelo Ministério Público Estadual, a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos Educacionais de Imperatriz (STEEI), anunciou que está disposta a aceitar a contraproposta de reajuste salarial de 6%, mas a prefeitura terá de reapresentá-la perante o Ministério Público. 

O presidente do STEEI, Willas Morais, explicou que há uma semana o prefeito Sebastião Madeira (PSDB) mandou uma contraproposta de reajuste de 6%, em três parcelas, mas a categoria rejeitou em assembleia. Naquela oportunidade, a condição para que esse índice fosse aceito era de pagamento integral. Depois disso, ainda, segundo o líder sindical, o promotor de Justiça, Jadilson Cirqueira, convocou a prefeitura e sindicato para quatro audiências visando chegar a um acordo, sob pena de punir as partes.

Durante a audiência realizada na quarta-feira, dia 20, o STEEI mudou de ideia e está tentando resolver o problema, aceitando a negociação e aos 6% proposto pelo poder público municipal. Para isso o Sindicado quer que a prefeitura reapresente a proposta ao Ministério Publico, já que a primeira foi rejeitada. O presidente do STEEI lamentou a ausência de representantes do município.

Em documento enviado ao MP, o prefeito informou que recorreu à Justiça do Trabalho pela abusividade da greve e aguardará o julgamento dessa ação. Nesse novo cenário, a Justiça do Trabalho deverá intimar o sindicato a apresentar sua defesa, mas isso pode demorar uma, duas, três semanas ou mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário